segunda-feira, 30 de março de 2009

COMO DEVO TRATAR O MEU NAMORADO OU NAMORADA?


Uma das reclamações que tenho ouvido com certa freqüência é que o tratamento entre os casais de namorados anda muito ruim. Muitas vezes tem faltado o respeito, o carinho e o cuidado tão inerentes a esse tipo de relacionamento. Mas por que será que isso tem acontecido entre casais cristãos? A resposta que vem a minha mente é a tendência cada vez mais individualista e egoísta com que as pessoas têm vivido nesses últimos dias.

Quando falamos de um namoro santo geralmente a única coisa que vem a cabeça das pessoas é um namoro sem defraudação ou sexo. De fato um namoro santo não tem essas práticas, mas santidade vai muito além disso, como podemos ver na carta de Paulo a Éfeso Cap.4:25-32:

“Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros. Ira-vos e não pequei,s não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao Diabo. Aquele que furtava não furte mais, antes trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e assim transmita graça aos que ouvem. E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Longe de vós, toda amargura, cólera, ira, gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia. Antes, sede uns para com os outros, benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo , vos perdoou.”

Santidade no namoro também envolve tratar bem o parceiro. O texto que você acabou de ler é praticamente um manual de como tratar a outra pessoa em santidade:

• Devemos ser sinceros e transparentes no relacionamento.
• Não há espaço no namoro para brigas infindáveis.
• Não devemos permitir que o Diabo encontre espaço para atuar em nosso namoro.
• Nas conversas não há lugar para palavrões, palavras de duplo sentido, sedução e manipulação.
• Devemos sim ser bons, compassivos e perdoadores.

Se você quer ter um namoro santo, esses passos são essenciais. Cuide bem daquilo que Deus confiou a você: seu namorado ou sua namorada.


::Por Pr. Richarde Guerra.
richarde.guerra@lagoinha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário